Namoro inexperiente

Homens, se a namorada for inexperiente na cama, vocês terminam? 0. anônima 280 11/09/2020 18h48. sexualidade. entre na sua conta para poder responder. elas perguntam respostas. 10 0. eles respondem. Adsumus. 11/09/2020 17h40. É claro que não 0 comentários curtir (4) 1 ... Amiga oque um homen não gosta e de mulher morta não cama então se joga deixa ele te chupar toda, você também pode chupar ele pede ele pra puxar seu cabelo da uns tapas na sua bunda, com ele deitado na cama vai por cima que você vai dominar a relação e deixa ele te pegar em todas as posições que ele quiser, você vai se amarrar. Mas com uma mulher de 21 anos virgem, inexperiente, e que nunca namorou, sim. Sei que minha resposta não te ajudará em nada. Mas se ela gostAr de você, essas características são absolutamente normais. 0 comentários curtir (0) 0 anônimo 16/03/2017 22h22. Não 0 comentários curtir (0) 0 Raph. 16/03/2017 22h37. Séra 0 ... Inexperiente em namoro. Preciso de ajuda Gente, nunca tinha namorado e agora que o namoro está cada vez mais firme fico observando mais as coisas. Tenho a impressão que sempre tem alguma moça, alguma ex, alguma amiga dando voltas em torno do meu namorado, só esperando uma oportunidade. vocês acham que isso é uma coisa normal da vida? ... mDates é o Aplicativo de Namoro certo para você que está procurando mulheres de 35 anos ou mais. Aqui é onde você encontrará mulheres maduras. Nestes tempos modernos, mulheres maduras são autodeterminadas e estão em busca de exatamente elas querem como indivíduos. Então minha amiga perguntou: inexperiente como? (ele se referiu a inexperiente sexualmente).Depois de eu saber disso, claro, fiquei um tanto chocada porque, de fato, eu não esperava por isso.Me perguntei: será que isso é requisito para um namoro com ele? Como lidar com namorado inexperiente – serve para todas ocasiões da vida, independe da idade, experiência somente é conquistada através de conhecimento e prática.. Muitas garotas, embora estejam muito afim de seus namorados, vivem reclamando da falta de experiência dele na hora do amor, ou em outros momentos distintos. Como Namorar. Namorar pode ser um difícil para qualquer um. Uma cantada e um convite para sair podem ser um belo de um fiasco tanto para a galera tímida e inexperiente quanto para os mais saidinhos e calejados na arte da conquista. No... Rua Aristides Novis, 123, Federação. CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil Assinaturas: 71 3533-3030 Anuncie: 71 3203-1812 Ache Aqui Classificados: 71 3535-3035 Então amigas , resolvi escrever sobre mulheres experientes que começam relacionamentos com uma mulheres mais novas , aah , mas tranquilo , idade não influencia em nada . Sim , sabemos . Mas e quando estão em fases diferentes da vida ? Ai vem logo aquela paixão , aquela historia de que amo para sempre , vontade de casar…

Como pedir uma pessoa um namoro?

2020.08.29 18:16 jakroeff Como pedir uma pessoa um namoro?

Ambos queremos, e ela só está me esperando pedi-lá em namoro. Porém tenho umas dúvidas relacionadas aos pormenores: devo comprar anéis e já entregar no momento do pedido? É realmente necessário todo a cerimônia com flores e tudo mais, as mulheres gostam dessa "delicadeza" ou estão foda-se para isso assim como eu estou? Sei que são perguntas idiotas, mas para alguém inexperiente como eu elas parecem extremamente difíceis.
submitted by jakroeff to desabafos [link] [comments]


2020.07.16 16:22 fobygrassman ENCONTRE MULHERES CASADAS PORÉM CARENTES em menos de 2 horas e desfrute de um caso esta noite e curta um caso agora!

5 Maiores Razões Mulheres Casadas Traem & Como Conhecê-las De uma dona de casa traidora real
Como uma mulher casada há mais de 7 anos e que “pulou a cerca” várias vezes, fui convidada a escrever este artigo e fornecer algumas idéias para vocês, curiosos sobre o que faz com que uma mulher casada traia e como vocês podem seduzi-las.
As mulheres casadas traem por muitas das mesmas razões que os homens casados traem; Elas são felizes em certas partes do casamento e muito infelizes em outras.
Maiores Razões Mulheres Casadas Traem: 1. Seu marido não a faz mais se sentir sexy / desejável. Depois do meu terceiro ano de casamento, encontrei meu marido e eu “familiarizados de mais” um com o outro. Eu percebia que ele não olhava para mim da mesma forma que ele costumava, com luxúria e desejo, apesar de estar muito mais em forma agora que quando nos casamos.E me vi procurando homens que me olhassem como meu marido quando nos conhecemos.
  1. Quer explorar desejos sexuais (kinks) aos quais ela era imatura demais ou desconhecia em sua juventude. Casei aos 25 anos e, para ser sincera, eu era relativamente inexperiente sexualmente. Eu tive alguns relacionamentos de longo prazo antes do meu marido, mas éramos jovens e o sexy era baunilha, e eu era jovem demais para realmente saber que tipo de “kinks” eu gostava naquela idade. Agora estou casada há 6 anos e o pensamento de fazer meu marido explorar essas fantasias sexuais parece impossível.
  2. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Depois do meu primeiro filho, notei uma queda imediata no sexo e na intimidade, mas isso é de se esperar. No entanto, faz três anos desde então e a intimidade nunca se recuperou. Ele vê eu como uma cuidadora e uma mãe em vez de um ser sexual agora, e é sua perda. Até perdi o peso da gravidez o mais rápido possível e voltei imediatamente à academia, na esperança de que ele aumentasse a vida sexual novamente.
  3. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Nas raras ocasiões em que meu marido inicia a intimidade, geralemnte é apressado e unilateral, e geralmente sem preliminares; tenho certeza que é bom para ele, mas não me satisfaz. Isso me faz sentir como uma “ferramenta” para ele ter orgasmo e tenho certeza que ele percebe que não estou entusiasmada.
  4. Sem paixão, sem excitação, sem emoção. Quando a gente fica íntimo, é sempre em casa, na cama e provavelmente planejado. Quero experimentar lugares novos e emocionantes, ao ar livre, etc. Quero um homem que rasgue minhas roupas no segundo em que chegarmos ao quarto do hotel.
Como atraí-las: 1. Lembre-se de que as mulheres casadas que procuram casos online começam aos poucos e ficam nervosas, excitadas e inseguras. Portanto, comece devagar e deixe-as saber que você pode se relacionar.
  1. Faça-a sentir-se desejável, porque o marido não faz. Comece com um elogio sobre uma de suas fotos ou seu perfil.
  2. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  3. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  4. Planeje algo emocionante com ela para que ela se comprometa com a reunião. Não precisa ser grande, mas talvez uma nova cafeteria popular ou uma livraria. O fato de você se reunir em segredo é suficiente para tornar a reunião tentadora.
Sites de namoro de casados ​​como Ashley Madison oferecem aos usuários um lugar seguro e discreto para interagir com pessoas com a mesma ideia em um ambiente livre de julgamento. Sites como Ashley Madison tiraram a maior parte do risco e suposições do flerte de casados e provaram ser uma alternativa mais segura aos antigos casos no trabalho.
submitted by fobygrassman to mulheres_casadas [link] [comments]


2020.06.07 01:07 sadyca Exposed no ex que me passou HPV

Oi lubisco, editores, gatas, papelotes mortos, convidados (se tiver) e turma que está a ver. Bom, essa história não é algo que aconteceu, é algo que quero muito fazer mas primeiro vamos de contexto: Estava eu lá com meus míseros 15(?) anos e ficando com um carinha que eu achava muito atraente, que ele era um lixo humano todos a minha volta já sabiam mas eu era apaixonada por ele, meio que obcecada... enfim, começamos a ter um lance sério porém nunca foi titulado como 'namoro', apenas na minha cabeça ingênua. Ele vivia me falando das suas experiências amorosas/sexuais inclusive com uma "amiga" minha (história pra outro dia). Oq me deixava puta e um tanto descompensada é que ele meio que falava valorizando as meninas que "deram a raba" pra ele e sempre me deixando de segunda opção por não fazer isso por ele, aí vem o erro, eu era virgem, perdi minha virgindade com ele, sem proteção pq tomava anticoncepcional e ele "detestava peesevativo" ¬¬ Burra e inexperiente que era, só deixei ele me guiando nessa minha descoberta sexual, oq eu não sabia é que ele ainda mantinha relações sexuais com outras garotas, oq me causou muitos problemas, por exemplo, A PORRA DE UMA DST!!
No aniversário dele eu tive a brilhante ideia de expor tudo, de forma anônima numa página do Facebook que serve para mandar recados, indiretas e declarações de amor tudo oq ele me causou, o como o relacionamento que tive com ele, a obcessao, como foi totalmente prejudicial pra mim, pq infelizmente ele ainda é visto como um galã...
Minha pergunta é: Seria babaca se eu mandasse o recado no "Correio Anônimo" (nome fictício) o seguinte "Queria desejar um feliz aniversário para Carls Varls, muita prosperidade e saúde para essa sua vida infeliz. E para todas as meninas que já tiveram algum tipo de relacionamento com esse cara, eu desejo uma visita ao ginecologista e um teste de HIV, e dsts afins, para ver se está tudo certo com sua saúde :)"?
View Poll
submitted by sadyca to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 06:19 r_trsantiago Eu sou o babaca?

Oi Luba e a porra que está a assistir. Tenho 15 anos e sou carioca (pode fazer sotaque) e vim contar uma história de Am I the Asshole e quero que vc e a turma me julguem.
Eu fui o babaca porque eu sem querer iludi uma garota que gosta de mim?
Conheci a Carls no meu sétimo ano, enquanto ela era do quinto (sou 2 anos mais velho que ela) no transporte escolar. Somos do mesmo condomínio mas provavelmente ela era moradora nova, pq nunca tinha visto ela por lá. Ela sempre foi um pouco antissocial cmg. Passou uns 2 anos e ela começou a gostar de mim por influência de um amigo mais velho. Suspeitava dela ter depressão, ja que por conta de um psicólogo ruim fez ela se afastar de suas amigas do condomínio e ficou apenas em contato com os colegas da escola, tornando ela bem sozinha e fraca psicologicamente. Alguns amigos meus diziam pra eu tentar ficar com ela. Pensando nisso eu comecei a conversar mais com ela, dizendo pra ela reatar as amizades e até deu certo. Conversei mais com ela e eu decidi que não queria namorar por achar ela infantil até demais e por outros motivos que não consigo descrever por texto. Nessa época eu tava ficando sério com uma amiga dela, quando a Carls descobriu, ela provavelmente ficou mt abalada e postou uma foto de uma corda com nó de forca. Eu fiquei maluco e preocupado e conversei com ela. No fim não deu em nada, ela disse que tava tudo bem. No dia seguinte na escola, uma amiga dela leu nossa conversa e começou a me xingar me chamando de escroto e que tava fazendo mal a ela. Fiquei meio mal com isso e decidi que ia abrir o jogo. Como acho ela meio inexperiente no assunto, eu achei que ela queria namorar cmg e eu falei com ela que não queria namoro mas talvez ficássemos. Eu achei que ela tinha ficado triste mas mt pelo contrario ela ficou bastante feliz. Detalhe: isso foi mais ou menos no inicio da quarentena. Só que algo meio louco aconteceu. Eu já tava gostando de uma menina e me declarei pra ela há um tempinho e estamos quase namorando. Esses dias eu descobri que a Carls ainda tá gostando de mim e eu não sei como falar que eu não to solteiro.
Eu to sendo babaca por ainda dar esperança a ela??
– Santiago
submitted by r_trsantiago to TurmaFeira [link] [comments]


2020.04.05 13:16 Urucatty Estraguei tudo porque sou inseguro

Eu estava saindo com um cara faz um bom tempo. Ele era realmente maravilhoso. Inteligente, bonito, alto, cheiroso, estiloso e muitas outras coisas. Ele estava gostando muito de mim. As coisas estavam andando tão bem que quase virou um namoro.
Porém, tem mais um detalhe sobre ele que é muito importante na história: ele está muito bem de vida. Ele é 3 anos mais velho que eu (tenho 22), mas já tem uma carreira de ilustrador consolidada e uma baita vocação. Enquanto isso, eu sou só um universitário falido, indeciso e sem nada de especial. Pode parecer ridículo, mas eu fugi da situação porque eu não me senti a altura dele. Na minha cabeça ele merecia alguém muito melhor que eu, daí eu acabei com tudo e expliquei meus sentimentos pra ele. Ele ficou muito triste e eu me sinto muito culpado por ter magoado ele.
Na minha cabeça, um relacionamento só dá certo se as duas pessoas possuem interesses alinhados e em níveis de maturidade semelhantes. Eu sou cheio de problemas: tenho baixa auto estima, tanto de aparência quanto como pessoa, não sou independente e sou muito inexperiente com relações e com diversas coisas da vida. Por isso, apesar de eu querer namorar, eu não consigo. Eu não sinto que eu sou digno de ter uma pessoa do meu lado, pois acho injusto trazer todas essas partes ruins de mim pra uma relação. Vocês acham que eu estou sendo muito exigente com essas condições para namorar?
submitted by Urucatty to desabafos [link] [comments]


2020.03.03 15:58 bs-desabafos Pele com o problema em demonstrar afetos

Mas vendo as publicações no Twitter, tenho que fazer tal coisa, alcançando tal objetivo... e eu sou inexperiente em namoros assim como ele. Mas uma vez tive que acionar o Diretor da empresa para tentar uma vaga em um curso "de elite" numa federal. Enfim, ler era uma coisa só minha. quando eu descobri que ele traía minha mãe).
submitted by bs-desabafos to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.01.11 15:10 beantownclown ENCONTRE MULHERES CASADAS PORÉM CARENTES

Como uma mulher casada há mais de 7 anos e que “pulou a cerca” várias vezes, fui convidada a escrever este artigo e fornecer algumas idéias para vocês, curiosos sobre o que faz com que uma mulher casada traia e como vocês podem seduzi-las.
As mulheres casadas traem por muitas das mesmas razões que os homens casados traem; Elas são felizes em certas partes do casamento e muito infelizes em outras.
Maiores Razões Mulheres Casadas Traem: 1. Seu marido não a faz mais se sentir sexy / desejável. Depois do meu terceiro ano de casamento, encontrei meu marido e eu “familiarizados de mais” um com o outro. Eu percebia que ele não olhava para mim da mesma forma que ele costumava, com luxúria e desejo, apesar de estar muito mais em forma agora que quando nos casamos.E me vi procurando homens que me olhassem como meu marido quando nos conhecemos.
  1. Quer explorar desejos sexuais (kinks) aos quais ela era imatura demais ou desconhecia em sua juventude. Casei aos 25 anos e, para ser sincera, eu era relativamente inexperiente sexualmente. Eu tive alguns relacionamentos de longo prazo antes do meu marido, mas éramos jovens e o sexy era baunilha, e eu era jovem demais para realmente saber que tipo de “kinks” eu gostava naquela idade. Agora estou casada há 6 anos e o pensamento de fazer meu marido explorar essas fantasias sexuais parece impossível.
  2. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Depois do meu primeiro filho, notei uma queda imediata no sexo e na intimidade, mas isso é de se esperar. No entanto, faz três anos desde então e a intimidade nunca se recuperou. Ele vê eu como uma cuidadora e uma mãe em vez de um ser sexual agora, e é sua perda. Até perdi o peso da gravidez o mais rápido possível e voltei imediatamente à academia, na esperança de que ele aumentasse a vida sexual novamente.
  3. Seu marido a vê como uma cuidadora e não um ser sexual. Nas raras ocasiões em que meu marido inicia a intimidade, geralemnte é apressado e unilateral, e geralmente sem preliminares; tenho certeza que é bom para ele, mas não me satisfaz. Isso me faz sentir como uma “ferramenta” para ele ter orgasmo e tenho certeza que ele percebe que não estou entusiasmada.
  4. Sem paixão, sem excitação, sem emoção. Quando a gente fica íntimo, é sempre em casa, na cama e provavelmente planejado. Quero experimentar lugares novos e emocionantes, ao ar livre, etc. Quero um homem que rasgue minhas roupas no segundo em que chegarmos ao quarto do hotel.
Como atraí-las: 1. Lembre-se de que as mulheres casadas que procuram casos online começam aos poucos e ficam nervosas, excitadas e inseguras. Portanto, comece devagar e deixe-as saber que você pode se relacionar.
  1. Faça-a sentir-se desejável, porque o marido não faz. Comece com um elogio sobre uma de suas fotos ou seu perfil.
  2. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  3. Após a apresentação, pergunte a ela o que ela está procurando “idealmente” ou qual é o seu “cenário perfeito”?
  4. Planeje algo emocionante com ela para que ela se comprometa com a reunião. Não precisa ser grande, mas talvez uma nova cafeteria popular ou uma livraria. O fato de você se reunir em segredo é suficiente para tornar a reunião tentadora.
Sites de namoro de casados ​​como Ashley Madison oferecem aos usuários um lugar seguro e discreto para interagir com pessoas com a mesma ideia em um ambiente livre de julgamento. Sites como Ashley Madison tiraram a maior parte do risco e suposições do flerte de casados e provaram ser uma alternativa mais segura aos antigos casos no trabalho.
submitted by beantownclown to mulheres_casadas [link] [comments]


2019.11.10 11:13 gabegabegabegabegab Nunca passei por isso antes

Oi gente. Faz um tempo que não recorro ao desabafos... Neste post, tentarei ser breve mas não prometo... No momento estou realizando intercâmbio no México (de agosto a dezembro). Muita coisa aconteceu desde que cheguei até hoje, e ainda me falta um mês e alguns dias. Queria contar mais detalhes, mas vou direto ao ponto, do que realmente preciso de ajuda. Quando saí do Brasil, deixei pra trás três meses de pura ansiedade e muita busca por autoconhecimento. Foi um período que chorei muito e fiz uma espécie de autoanálise de tudo. Me encanta a psicologia e assistir canais do youtube sobre o tema, e por isso recorri a eles quando precisava, pois não tenho cash para pagar psicólogo em minha cidade. O sistema de saúde também é muito demorado, o que não me servia estando com os dias contados pra viagem. De fato, os vídeos me esclareceram muita coisa, mas minha tristeza não diminuiu muito até a viagem. Tenho muita baixa autoestima (que difícil dizer isso). Quando soube do resultado, tive a convicção de que desistiria, porque achava que não merecia, que havia colegas que mereceriam mais, porque não dei a mínima importância pro edital e mesmo assim passei. Os motivos não sei, mas aqui estou, vivendo um sonho que nem imaginava. Pra quem acredita, sou capricorniano, com ascendente em câncer e lua em gêmeos. Eu não acredito, mas me identifico com as descrições, para quem quiser imaginar minha personalidade. Quando cheguei aqui, tive que lutar contra a baixa autoestima, pois estive o primeiro mês trancado no quarto, indo pra faculdade e voltando sem aproveitar muito, me sentindo um lixo, sem motivos reais pra isso. No entanto, coisas mágicas acontecem na vida da gente, e conheci pessoas realmente incríveis, e aos poucos fui deixando o negativismo de lado e aproveitando mais. Sou apaixonado pela faculdade, por experiências novas e novas culturas, ao mesmo tempo que minha autoestima é tão baixa que em realidade me cobro muito para ser bom, mas tenho medo e acabo não enfrentando desafios, me mantendo na zona de conforto e, literalmente, perdendo oportunidades. Mas enfim muita coisa mudou. Troquei de casa, conheci um colega de quarto novo, que é sensacional, e as vibrações do universo começaram a me colocar em outro estado de espírito. Me vejo mais liberto de alguns pensamentos negativos e tudo mais, embora esteja difícil pra mim enfrentar o fato que não produzi nada acadêmico até agora na faculdade que estou (que na verdade não gosto muito). Tudo que vivi até agora foram experiências, melhora mais que significava do meu espanhol e inglês, mais valorização da minha família, lugar e amigos, entre outras dessas coisas, que como eu disse são um sonho e um sonho real, palpável.
Bem, sem mais enrolar. Faz umas semanas, fui a uma expofeira e assisti diversas apresentações de dança, entre elas uma em especial me encantou muito. Duas colegas dançavam, mas um dançarino me chamou muito a atenção. Lhes conto que, jamás nunca never, alguém me encanta como ele me encantou. Não no sentido de querer algo com ele (minha autoestima não permite pensar isso), mas sim que sua energia e alegria e maneira de dançar me pareceram incríveis. Bueno. Dias depois, No Día de los Muertos, fui sozinho para a Universidade e encontrei por acaso essas duas amigas, que iriam se apresentar novamente neste evento. Quando estavam me pintando o rosto com a típica caveira mexicana, o menino que dançou com elas se aproximou e me cumprimentou. Ele estava lindo. A partir daí disse que meu espanhol estava muito melhor que da outra vez que havia me visto, e eu não lembrava dele neste dia. Na verdade, ele passou desapercebido várias vezes por mim, até este dia. Tiramos uma foto em grupo e logo, não nos vimos mais.
Como três dias depois, vendo as fotos, pensei comigo mesmo: nunca chamei ninguém por mensagem e esse menino me encantou muito. A parte disso, ele demonstrou um certo interesse e chamá-lo é uma boa oportunidade. Aqui no México absolutamente ninguém me chamou a atenção, exceto ele. Nunca na minha vida tomei coragem de chamar alguém conhecendo tão pouco, embora já tenha 23 anos, e já me relacionei bastante, dentre estes um namoro de dois anos. Não me sinto inexperiente, digamos.
Chamei. E tive uma ótima surpresa. Marcamos de nos ver no sábado (hoje), mas a vontade dos dois era tão grande que nos vimos no mesmo dia. E algo raríssimo aconteceu. Com o passar das conversas, percebemos que somos muito parecidos. Criamos uma conexão muito boa, embora ele tenha 18 anos. Tudo me encantou nele, e descobri uma pessoa mais madura do que imaginava, com uma história de vida e de família incrível. Quando ficamos juntos, notei que seu corpo era mais incrível do que imaginava também. De verdade, eu sou a pessoa mais distraída do mundo, e não prestei atenção neste aspecto.
Nas últimas horas passamos quase todo o tempo juntos. Já nos conhecemos bem e já pensamos sobre nossa despedida daqui a um mês.
De verdade, nunca na minha vida fiquei com alguém tão guapo, lindo, gostoso, inteligente e tudo mais. Não estou apaixonado, juro. Estou sendo o mais realista possível. O problema que tenho é: vou voltar ao Brasil daqui a um mês, e não sei o que fazer. Nunca me permiti ter uma relação boa pq nunca me senti merecedor, e agora que encontrei, tenho que deixá-lo. Eu sei que ele vai ficar triste comigo partindo, e eu também. Não estou apaixonado, mas pela primeira vez na vida encontrei alguém que eu seria o protaginista e diria: quero um relacionamento contigo. Mas não posso, pois tenho que voltar. Minha bolsa é só de quatro meses e, se eu quiser ficar mais um semestre, terei que pagar todos os meus gastos. De qualquer forma, eu querendo ficar até dezembro ou até julho, terei que me despedir, e não quero isso. Meu, eu to pensando em tudo isso e faz como 4 dias que estamos juntos. O que eu faço?
Outro problema. Eu acho ele muito lindo e ele me acha também. Sempre gostei de sexo e nunca tive problemas com isso mas, quando tentamos algo, me sinto intimidado e não me excito. De verdade, só isso que sinto que estou estranho, e não sei porque. Ele diz que não tem problema, e é um amor de pessoa, super incrível. Mas eu nao me excito. De verdade, é o corpo mais lindo que já tive junto, mas me intimida, não sei explicar. Queria me sentir diferente, mas meu corpo não reage ao que quero. Sinto que ele é muito sexy, muito mais forte que eu, eu muito mais magro (não feio, mas magro) e talvez seja isso, mas não sei. Sei que tudo acontece com o tempo. Sexo não é tudo para nenhum dos dois, mas já foram duas tentativas falhas, em que não me excitei com um corpo maravilhoso...
Também não sei o que fazer :(
Eu sei que não é um desabafo triste, pois estou feliz. Só nunca lidei com essas coisas, admiro a intenção do desabafos e me sinto seguro de dividir aqui.
submitted by gabegabegabegabegab to desabafos [link] [comments]


2019.10.21 04:44 Christian_Incel Se depender das pessoas da igreja eu vou morrer na solidão

não tinha muita experiencia em interações sociais, praticamente a minha unica experiencia pratica de interação social era com a igreja
fiquei anos acreditando no que eles diziam, eu acreditava mesmo que as igrejas eram o melhor lugar para se encontrar uma namorada.
mas recentemente eu percebi que na verdade é o contrario, as igrejas são pessimos lugares para isso, ainda mais para quem é inexperiente e inseguro, já basta os meus problemas de insegurança e inexperiência ainda tinha que lidar com os obstáculos que eles criavam, tipo só se relacionar com quem você tem certeza que vai casar com ela, como é que eu vou saber disso, se ela é a certa para casar ou não, sendo que as meninas ficavam bem desconfortaveis em conversar com os rapazes, eu já sou timido, já era dificil eu conseguir interagir com as meninas em geral e ver elas assim só piorava muito mais a minha ansiedade.
nem para conselhos eles serviam, sempre quando falava que estava só, e que queria ajuda para conseguir alguem, eles sempre inventavam uma desculpa ou criavam algum obstaculo que eu devia realizar antes de sequer pensar em namoro, isso é revoltante, eles colocavam um fardo muito maior em mim do que neles mesmos. segundo eles, eu devia fazer o mestrado (eu nem terminei a graduação ainda) antes de namorar, eles nem ao menos chegaram na faculdade e são casados. eu tenho que comprar uma casa e quita-la antes de pensar em namorar, muitos deles moram de aluguel ou com os sogros. eu tenho ser um grande empresário antes de namorar, eles vivem de subempregos, entre outras coisas.
isso não coisa de alguma seita obscura maluca, já conversei com varios outros evangélicos por ai, de igrejas que são tidas como serias, todos eles parecem ter a mesma visão sobre relacionamentos, como se fosse algo a ser evitado a todo custo(acho que o josh harris fez estragos aqui também).
submitted by Christian_Incel to desabafos [link] [comments]


2019.10.09 00:50 MidnightMoon77 Eu nunca estive tão confusa

eu nao sei se tenho que avisar de alguma forma, mas eu falo um pouco de um relacionamento abusivo no meio do texto, entao se vc nao gosta de ler essas coisas, pula esse aqui eu recentemente fechei pela primeira vez na minha vida um circulo de amizade real em que eu me sinto parte 100%, o que me ajudou muito na minha depressão, porque eu tava me sentindo muito muito sozinha e morrendo de medo de em alguma crise fazer alguma merda, o problema é que, tem dois meninos nesse grupo, o primeiro eu fui apaixonada desde que eu conheci ele, ele tirou meu bv e minha virgindade, mas quando eu contei pra ele que gostava dele ele foi super grosso e tal, mas nós eramos estupidamente novos, entao eu perdoei, sem problemas. só que hoje em dia ele se sente culpado porque ele gostava de mim tambem só era inseguro demais pra aceitar namorar comigo, e por eu ter ficado super sensivel emocionalmente, eu acabei entrando num inferno chamado relacionamento abusivo, onde eu fui espancada, estuprada, ameaçada, machucada em todas as formas possíveis, (porém graças a deus eu consegui sair), e ele se sente culpado porque se ele nao tivesse negado, ou ao menos me tratado como gente, talvez eu nao tivesse passado por isso, a gente voltou a ficar e tal, mas ele não se sentia que conseguiria lidar com um relacionamento, o que era de boas, eu entendi totalmente, só que dai ele me apresentou pra um amigo dele, porque ele queria que "alguém melhor que ele cuidasse de mim", o menino é super legal, a gente ja se relacionou algumas vezes e tal, só que eu estou estupidamente machucada ainda, e ele por ser inexperiente nao consegue entender direito porque algumas coisas do nada são gatilhos pra mim, mesmo eu sendo clara que por exemplo, (TW) eu sei que eu beijo mal porque todas as vezes que eu beijei alguem, ou foi a força -como foi meu bv-, ou foi com meu ex, que nao me beijava porque dizia que eu nao era digna, e que quando ele resolvia me beijar, ele mordia meus labios ou minha lingua até sangrar, e isso é uma insegurança enorme pra mim, mas ele nao parece entender. E além disso, nossos amigos ficam muito muito em cima, todo mundo me chama de "namorada do xxxx" e vem perguntar pra ele no role "quem é tua namorada que as pessoas falam", o primeiro cara, o que era apaixonado ta ajudando ele a comprar alianças pra me pedir em namoro, mas eu nao sei se eu quero sabe? eu gosto dele, mas romanticamente e sexualmente a gente não encaixa direito por causa do meu passado e de como isso me afeta até hoje, e eu não sei se ele vai aguentar uma menina tão bagunçada assim como primeira namorada, eu sei que eu vou acabar aceitando por pressão de todo mundo na minha volta, mas eu sinto que só vai machucar ele, e eu não queria mais machucar ninguem eu nao consigo chamar ele pra conversar sem estar todo mundo em cima, entao nao consigo falar sobre isso pra ele tambem, eu só nao sei o que fazer
submitted by MidnightMoon77 to desabafos [link] [comments]


2019.10.05 20:20 Enigma_Machine1 Me sinto um lixo, sujo e usado

Recentemente descobri em meu namoro que existe uma discrepância gigantesca no número de parceiros sexuais entre eu e meu par. Enquanto eu consigo contar nos dedos, fiquei chocado com o que meu par me falou: já perdeu a conta. Era encontro atrás de encontro. Na casa das dezenas.
Eu fiquei péssimo com isso pois já estou investido nesse relacionamento há um tempo, e só nesse momento descobri algo que mudou completamente a visão que eu tinha da pessoa. Estou me sentindo péssimo por só descobrir isso agora, e por ter entendido, até o momento, que ela não passava da média nesse número. O número real me foi omitido e eu não entendo o porque...
Me sinto um lixo inexperiente desde então. E que não há nada que vá mudar essa dinâmica. É como se todo o esforço que eu fiz para dar a ela o máximo de prazer foi algo besta, pois enquanto eu me esforço pra isso, outros simplesmente não tiveram de fazer nada. Por isso me sinto usado. Estou morrendo de medo de ter contraído alguma DST também, mesmo usando proteção.
Não quero dar uma de puritano nem nada. Cada pessoa faz as suas escolhas em termos de sexo. Mas me sinto sujo de saber que isso foi escondido de mim até então, e que tudo o que eu fiz foi em vão pois alguém já fez mais e melhor. Sou uma pessoa abaixo da média, e isso me deixa ainda pior, me perguntando o que foi que ela foi enxergar em mim, dada essa vivência toda? Sinto que não consigo oferecer nada de mais nesse sentido.
submitted by Enigma_Machine1 to desabafos [link] [comments]


2019.01.09 18:58 absol_lol Ansiedades de um primeiro relacionamento

Saudações, pessoal!
Tenho 19 anos e estou em meu primeiro relacionamento amoroso com uma garota faz 6 meses. Sou um total inexperiente em relacionamentos (dei meu primeiro beijo e perdi a virgindade com ela). Acontece que eu estou tendo problemas de ansiedade devido ao namoro, eu estou basicamente "doente de amor" por essa garota, eu só consigo pensar nela e eu tenho certeza que isso não é saudável, parece que tudo que eu sinto por ela, seja positivamente ou negativamente é muito mais intenso que o normal; sejam nas brigas que eu fico muito mal, ou nos momentos de felicidade, em que eu fico muito bem. Não consigo ter minha vida normal que eu tinha antes de ter um relacionamento, eu quero estar com ela toda hora e muitas vezes isso não é possível.
Ela mora em uma cidade vizinha e só conseguimos nos ver nos fins de semana, porém, daqui a alguns meses ela irá se mudar para minha cidade e espero que tudo melhore até lá. Entretanto, tem fins de semana que ela não consegue vir para a minha cidade e só isso já acaba comigo, eu passo todos os dias esperando o dia em que vamos nos ver para matar as saudades e quando a visita dela é adiada, eu fico meio depressivo e sem vontade de fazer nada por um tempo.
Minha namorada consegue ter a vida dela, apesar de ser um ano mais nova, ela já tem mais experiência em relacionamentos e sabe lidar melhor com tudo, já eu, não consigo viver minha vida sem pensar nela e sem querer estar com ela a todo momento e isso tá me fazendo muito mal. Gostaria de deixar claro que eu não tenho pretensão nenhuma em terminar o namoro, porque a gente realmente se ama bastante.

submitted by absol_lol to desabafos [link] [comments]


2018.01.07 22:26 nossaqdilicia Amiga da minha mãe pt. 2

Há uns dias contei aqui que fui para a cama com a amiga de faculdade da minha mãe mas penso que apaguei o post. Em suma, eu tirei a virgindade a ela no natal, ela é muito mais nova que eu (ela tem 21 e eu 28). A minha mãe acha que eu me aproveitei dela e no outro dia me ligou dizendo isso, que encontrou a camisinha, que ela eu tirei a virginidade dela no mesmo dia que a conheci, que é uma coisa importante para as mulheres e que nem namorava com ela, e que agora era mal porque elas já não podiam falar de todos os assuntos. Ela ficou chateada comigo mas a amiga dela gostou e disse que foi bom ter perdido a virgindade comigo, sem compromissos.
Eu moro a 400km dela e temos falado pelo facebook e ela gosto muito, ontem vimos um filme "juntos" e eu tenho tentado convencer ela para me vir visitar e conhecer a minha cidade que é lindíssima e ela quer vir mas tem um pouco de medo de viajar sozinha de onibus até aqui. Tenho gostado de falar com ela, ela é inteligente e dá para falar de temas com que não falo com mais ninguém e ontem no fim de termos falado eu não conseguia parar de sorrir de alegria. Mas tem um problema...
Ela é muito bonita, totalmente o meu tipo: Baixinha, quase sem mamas, magra, ruiva natural e apesar de me sentir um pouco pedófilo, isso é tudo o que eu gosto numa mulher... mas eu acho que não tenho muito tesão por ela. Eu tenho dificuldade em bater punheta pensando nela, não sei se é porque eu tou habituado a coisas mais hardcore tipo sadomaso, explorar fetiches e a mulheres submissas (ela não parece ser muito submissa); ou se é por ela ainda ser inexperiente; ou se é por causa de eu ter saído há pouco tempo de um relacionamento aberto em que tinha muito tesão por ela e que não deu certo e agora já nem falamos mais, mas continuo com um tesão enorme por essa pessoa apesar de já não falarmos.
Já tive uma namorada com quem fiquei mais de um ano mas tinha pouco tesão por ela e cheguei ao ponto de ter que fingir um orgasmo porque não queria continuar, foi muito mal, mas foi mais um caso em que tinha tudo para dar certo na teoria mas na prática não foi bem assim. Às vezes vejo mulheres que nem são muito bonitas e me dão um tesão desgraçado e outras que são muito bonitas mas não tenho nenhuma vontade de ir para a cama com elas.
Eu não vou apressar as coisas e ser der deu, se não der paciência. Eu fico com a sensação que ela tá gostando de mim e eu também estou gostando um pouco dela mas eu tenho a filosofia que relação sem tesão não é namoro, é amizade. No fim eu só espero não magoar ela e sinto uma responsabilidade acrescida porque ela é muito mais nova e essa é a primeira vez que ela se envolve com alguém.
submitted by nossaqdilicia to desabafos [link] [comments]


Ver 2020 🔴 - YouTube O Homem depois dos 40 anos - YouTube FunilGamePlays - YouTube Mel Lisboa disfarça seu elitismo com o feminismo. BROXEI E AGORA? - Ajuda Põe Na Roda - YouTube

Ex-BBB Daniel Lenhardt revela que só fez sexo com 4 ...

  1. Ver 2020 🔴 - YouTube
  2. O Homem depois dos 40 anos - YouTube
  3. FunilGamePlays - YouTube
  4. Mel Lisboa disfarça seu elitismo com o feminismo.
  5. BROXEI E AGORA? - Ajuda Põe Na Roda - YouTube
  6. Video em Plattdüütsk - primeira experiência de namoro de uma adolescente inexperiente
  7. 5 erros que a mulher comete na cama - YouTube

Vídeo em que é relatado o namoro mal sucedido de uma adolescente inexperiente, na língua westfaliana. Skip navigation Sign in. Search Neste vídeo vamos falar sobre a polêmica em torno da atriz 'Mel Lisboa' e a professora do curso de inglês de sua filha. A Atriz expôs a professora nas redes sociais, criticando-a. A situação ... ★ INSCREVA-SE NO CANAL: https://goo.gl/4J9r9d ★ LIVRO DO PEDRO HMC: http://compre.vc/v2/d7d8e64a ★ LIVROS DO DR. CLAUDIO PICÁZIO: http://compre.vc/v2/d7d... Cupp: Trump says he's doing better than in 2016. The bad news for him? He's not . by CNN Nossas atitudes depois dos 40 anos No vídeo de hoje você vai saber quais são os 5 erros que as mulheres cometem na cama. Será que você já cometeu algumas dessas gafes e nem sabe? Como Gemer: h...